Após terminar união de 11 anos com Caio Blat, Maria Ribeiro fala sobre casamento e dispara: “Não quero trair”


Maria Ribeiro e Caio estariam separados mesmo (Foto: Reprodução)

A atriz Maria Ribeiro, que ficou casada com o ator Caio Blat por 11 anos, falou sobre o casamento,  quatro meses após dar um fim em sua relação com o artista.

Em vídeo para o canal no Youtube, Maria levantou algumas questões sobre casamento: “O que é infidelidade? É você falar com alguém no Facebook? É dar like no Instagram em todas as fotos de outra pessoa? Todo casal tem que fazer aquele combinado: ‘Ah, se eu for numa festa e quiser dar uns beijos numas meninas, meu marido não fica bravo’. ‘Ah, se eu estiver, sei lá, em Aracaju, quilômetros de distância, pode’. Aí, vai de cada um”, disse ela.

+Após rumores de affair, José Fidalgo fala sobre relacionamento com Bruna Marquezine

“Casamento é uma coisa que é sacanagem com o ser humano. Duas pessoas que se gostam você coloca para decidirem quem vai comprar um mamão ou quem vai ali no cartório. Se você gosta do outro, tem que permitir que o outro tenha alguma liberdade. É tão bonito conhecer outras pessoas, né? Que ele conheça outras pessoas. Mas na prática eu não consigo. Gosto de ficar casada, não quero trair, não quero que me traiam”, afirmou ela.

“Mas, ao mesmo tempo, eu gosto de dar uma sensualizada por aí. Sabe? Eu gosto, gente! Aí tem umas pessoas que eu dou uma paquerada no Instagram…”, completou a atriz.

Maria ainda revelou que está sempre apaixonada. “A pessoa precisa dormir pensando em alguém, senão qual é a graça da vida?”, disse ela, que aproveitou para dar uma dica: “Sempre que você está sem ninguém para pensar, Cauã é uma coisa que não tem erro. É tipo Rivotril”.

APÓS FAZER PROTESTO, MARIA RIBEIRO SOFRE AGRESSÃO EM BAR

A atriz Maria Ribeiro relatou, em publicação em seu perfil oficial no Instagram, as agressões que sofreu na noite desse sábado, 28 de outubro, emmum restaurante de Madri, na Espanha, enquanto fazia uma transmissão ao vivo na rede social.

Maria estava narrando o fato de a cineasta Laís Bodanzky, responsável pelo filme “Como Nossos Pais”, tenha sido barrada no local por estar de tênis. Ao lado da equipe do longa, elas brincavam sobre a situação inusitada, até que um dos funcionários do do “Barbara Ann Madri” usou de sua força para impedir que a brasileira filmasse a frente do local.

+Pabllo Vittar faz desabafo e relembra momentos difíceis na adolescência

Enquanto o segurança puxava o celular de Maria, a atriz questionava: “Que isso. Você está louco?”, até que  a transmissão foi encerrada. Em seguisa, algumas horas depois, Maria publicou um desabafo sobre o ocorrido.

“O @barbaraannmadrid, um lugar em Madrid muito triste e cafona com tapete vermelho na porta e onde @bodanzky foi barrada por estar de tenis, e eu em seguida agredida por estar fazendo um live – que pode ser visto aqui pelas proximas 24 horas – tirando sarro de atitude tão sem sentido, me deu ainda mais certeza dos movimentos que temos apontados no Brasil. Como é infeliz a vida de quem acredita no status quo. Como é violento o mundo que divide os seres humanos entre ricos e pobres. Entre homens e mulheres. Entre brancos e negros. Como cada vez mais tenho certeza de que o feminismo é uma questao de sobrevivência. O seguranca, com o dobro do meu tamanho, jamais teria feito o que fez – vir pra cima de mim e pegar meu celular – com um homem. Denunciem o machismo. Na policia. Nas redes sociais. Denunciem quando for com a vizinha, com a mulher do lado, com a mulher do outro lado”, escreveu ela.

Curta o TV Foco no Facebook!


TV Foco

Compartilhar