'Tempo de Amar': contra a vontade de Delfina, Tereza e Fernão se casam

Além de Lucinda (Andreia Horta), um outro vilão está chamando atenção com as suas maldades, na novela “Tempo de Amar“. No capítulo que vai ao ar no dia 1° de dezembro, Fernão (Jayme Matarazzo) e Tereza (Olivia Torres) vão se casar sem a autorização de Delfina (Letícia Sabatella). De olho no dote da filha bastarda de José Augusto (Tony Ramos), o filho de Moniz (Odilon Wagner) convencerá a jovem e planejará, às pressas, uma cerimônia. A mãe de Tereza ficará enfurecida com a notícia e tentará bater na filha. As informações são do colunista Daniel Castro.

‘Por enquanto, vamos manter tudo em segredo’, diz Fernão, com medo da reação de Delfina

Com receio de revelar que perdeu a virgindade antes do casamento, a irmã de Maria Vitória (Vitória Strada), que sobreviveu a uma explosão dentro de um navio, acabará caindo na conversa de Fernão, mas não esconderá a decepção em ter que fazer tudo às escondidas. “Sempre sonhei com um casamento bonito. Com uma igreja cheia, lindamente decorada com belos arranjos de ores, e depois uma grande festa. Com uma banda de músicos tocando, muita comilança”, dirá Tereza ao amado. “Sonhavas com um casamento ou com um noivo? Não querias casar-te comigo? Então… Estou muito feliz”, retrucará Fernão, que já fez Inácio (Bruno Cabrerizo) parar na cadeia, tentando disfarçar suas reais intenções. “Por enquanto, vamos manter tudo em segredo. Será melhor para todos. Vamos esperar o momento certo para revelar a nossa união”, completará o malvado.

‘Eu amaldiçoo-te’, dirá Delfina, ao descobrir o segredo da filha

No entanto, os planos do vilão darão errado. No capítulo seguinte, Delfina, que armou para afastar Maria Vitória de Celeste Hermínia (Marisa Orth), saberá do casamento e reagirá com um ataque de fúria: “Queres acabar comigo, Tereza? Pois eu acabo contigo antes!”. Ao perceber que a sogra vai bater na filha, Fernão dirá: “Delfina, pelo amor de Deus”. “Quem és tu para falar em Deus? Eu amaldiçoo-te! Amaldiçoo a ti também, Tereza, por teres conspirado e agido em pecado. Contrair matrimônio sem a bênção de tua mãe. Entregar tua pureza a esse… Se queres matar-me, Tereza, acabas por conseguir”, esbravejará Delfina, antes de se jogar no chão.

(Por Anita Prado)

Purepeople – Todas as

Compartilhar