Globo trabalhou com o emocional dos atores de nova minissérie

Carolina Dieckmann (Marion) e Selton Mello (Saulo) em "Treze Dias Longe do Sol" (Foto: Globo/Ramón Vasconcelos)
Carolina Dieckmann (Marion) e Selton Mello (Saulo) em “Treze Dias Longe do Sol”
(Foto: Globo/Ramón Vasconcelos)

A Globo investiu pesado em sua nova minissérie, “Treze Dias Longe do Sol”, que deve estrear na grade da Globo no início do ano.  Contando a história de 8 pessoas que ficam soterradas, a série exigiu bastante dos atores que compuseram  o elenco principal.

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, antes de dar início às gravações, a Globo fez com que – principalmente os soterrados da trama – passassem por um processo de ensaios bastante intenso.

Ainda segundo Ricco, além de ter exibido fisicamente do elenco, a produção trabalhou bastante o emocional dos atores.

+Programa Eliana terá entrevista exclusiva com Tom Cavalcante

A novela, apesar de ainda não ter ido ao ar na TV aberta, já teve seus episódios disponibilizados pelo Globo Play.

CONHEÇA A HISTÓRIA DETALHADA DA SÉRIE

A trama começa quando o engenheiro Saulo Garcez (Selton Melo) está prestes a entregar um centro médico de última geração. Mas com o objetivo de tornar-se sócio majoritário da construtora Baretti, onde trabalha há muitos anos, Saulo decide fazer perigosas economias. Depois de adulterar os cálculos estruturais do projeto, emprega mão-de-obra barata e usa materiais em quantidade e qualidade inferiores ao recomendável. Os resultados dessas escolhas são trágicos.

No dia em que Marion Rupp (Carolina Dieckmann) vai vistoriar a obra para entender as razões do seu atraso, o prédio desaba. Marion não é apenas filha do médico para o qual o prédio foi construído, o Dr. Rupp (Lima Duarte). Ela é também a mulher que Saulo descobriu tardiamente ser o amor de sua vida.

Saulo, Marion e mais sete operários sobrevivem nos escombros, presos e incomunicáveis no que restou das garagens subterrâneas. Depois que o prédio cai, dois mundos se estabelecem. Debaixo da terra, diferenças, ressentimentos e suspeitas terão que ser superadas para que os sobreviventes lutem por suas vidas. E aqueles homens e aquela mulher, de diferentes idades e classes sociais, viram um só corpo, com uma só vontade: voltar a ver a luz do sol.

Lá em cima, entre os vivos, no entanto, a guerra se instala. Na busca por culpados, cada qual só pensa em como livrar a própria pele. Gilda (Debora Bloch), diretora financeira da Baretti e parceira de Saulo no plano de economizar dinheiro para tornarem-se sócios da construtora, faz de tudo para livrar-se das consequências legais do desabamento. Vitor Baretti (Paulo Vilhena), o herdeiro bon vivant da construtora, se vê no olho de um furacão do qual fugiu a vida inteira.

Curta o TV Foco no Facebook!


TV Foco – Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos

Compartilhar