Ana Hickmann avalia julgamento do cunhado em véspera de audiência: 'Injustiça'

Ana Hickmann lamentou o julgamento do cunhado, Gustavo Correa, processado por homicídio doloso, depois de atirar em Rodrigo Augusto de Pádua, que atentou contra a apresentadora em um hotel em Belo Horizonte, em maio de 2016, e acabou baleado. Segundo ela, o empresário foi tão vítima quanto ela ao protegê-la e matar, em legítima defesa. A audiência de instrução acontece na próxima sexta-feira (20), em Minas Gerais. “Não existem palavras ou sentimentos que traduzem a falta de paz que estamos sentindo. Uma situação nunca sonhada hoje, atormenta nosso coração há muito tempo. Estou viva, graças a coragem e defesa do meu cunhado, que amanhã senta no banco dos réus, o que é uma grande injustiça”, escreveu em seu perfil no Instagram nesta quinta-feira (19).

Apresentadora mantém fé na justiça brasileira

Em seguida, Ana, que defendeu Gustavo após denúncia da Justiça, completou: “Coloquei minha fé nas mãos de Deus e a minha confiança em nossa justiça. Se no dia não foi nada fácil, amanhã será triste e doloroso relembrar. Eu, minha cunhada, meu marido, familiares e todos vocês, sofremos juntos neste um ano e meio. Confio na Justiça deste país! Somos pessoas de bem e trabalhadores! Que Deus nos proteja!.”

Purepeople – Todas as

Compartilhar